Rio tem evento com cara de carnaval contra redução da maioridade penal

Por Gabriel Barreira, G1

Atividades infantis e shows vão até 23h deste domingo. Organizadores esperam receber milhares de pessoas.

A Praça XV, ponto de partida e trajeto de blocos de rua tradicionais do Rio, recebe neste domingo (14) um festival com cara de carnaval e polêmico teor político. O Festival Amanhecer reúne bandas, artistas independentes e ativistas contrários a redução da maioridade penal. Entre os apoiadores do evento estão Chico Buarque e Chico César.

Rio tem evento com cara de carnaval contra redução da maioridade penal (Foto: Gabriel Barreira/G1)Rio tem evento com cara de carnaval contra redução da maioridade penal (Foto: Gabriel Barreira/G1)

Gratuito, o festival começou por volta de 11h e terá 12 horas programação, com atrações como Teresa Cristina, Boitata e Pedro Luis, do grupo Monobloco. O bloco Tambores de Olokun foi o primeiro a se apresentar, paralelo a atividades infantis.

Noivos vão à festival contra redução da maioridade penal após casamento (Foto: Gabriel Barreira/G1)
Noivos vão à festival contra redução da maioridade
penal após casamento (Foto: Gabriel Barreira/G1)

Noivos vão à festival após casamento
Um casal de noivos que tinham acabado de se casar em uma igreja na rua do Ouvidor, a poucos metros de onde o festival estava ocorrendo, aproveitaram para correr para o local para prestigiar o evento. Ainda vestidos a caráter, Deivson e Patrícia Pinheiro apareceram de surpresa na festa.

“Viemos para dar uma força porque também somos contra a redução”, disse Deivson.

Festival Amanhecer começou por volta de 11h e terá 12 horas programação (Foto: Gabriel Barreira/G1)Festival Amanhecer começou por volta de 11h e terá 12 horas programação (Foto: Gabriel Barreira/G1)

Presidente critica redução da maioridade penal
A presidente Dilma Rouseff criticou a proposta de redução da maioridade penal ao participar do 3º Festival da Juventude Rural, em Brasília, em abril.

A proposta está em tramitação em uma comissão especial sobre o assuntos na Câmara dos Deputados. A proposta de emenda constitucional (PEC) já passou na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), instância da Câmara responsável por avaliar – antes de a tramitação na Casa prosseguir – se as matérias são constitucionais ou não.

“Toda a experiência demonstra que a redução da maioridade penal não resolve a questão da violência. Não resolve. Não se pode acreditar que a questão da violência que atinge o jovem ou que o utiliza decorre da questão da maioridade ou da redução dessa maioridade”, disse.

Durante o discurso, a presidente disse que desde a campanha eleitoral tem se posicionado contra a redução da maioridade penal. Para Dilma, o que resolverá a questão da criminalidade é o agravamento da pena do adulto que utiliza jovens em crimes.

“Nós do governo defendemos – e eu já defendia isso na campanha – que a pena seja agravada para o adulto que utilizar o jovem como escudo dentro de uma organização criminosa. Não é reduzindo a maioridade penal [que resolverá o problema], é agravando a pena do adulto que usa o jovem para sua ação, sabendo que, com isso, ele ampliará seu raio de ação”, completou. Após a fala, a plateia, formada por jovens, aplaudiu a presidente.

Tem alguma notícia para compartilhar?  Envie para o VC no G1.

O Festival Amanhecer reúne bandas, artistas independentes e ativistas contrários a redução da maioridade penal (Foto: Gabriel Barreira/G1)O Festival Amanhecer reúne bandas, artistas independentes e ativistas contrários a redução da maioridade penal (Foto: Gabriel Barreira/G1)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s