Ligue 180 é tema de marchinha por um carnaval sem violência contra as mulheres

Por ONU Mulheres

Letra e música são de autoria de Tião Simpatia, integrante da Rede Latinoamericana de Artistas da campanha do Secretário-Geral da ONU “UNA-SE pelo fim da violência contra as mulheres”

O carnaval já toma conta do Brasil e a inspiração de artistas. Um deles é o músico Tião Simpatia, integrante da Rede de Artistas da Campanha UNA-SE pelo fim à violência contra as mulheres. Engajado na divulgação da Lei Maria da Penha nas artes, por meio de cordel, e em trabalho socioeducativo, Tião Simpatia agora destaca o Ligue 180 – Central de Atendimento à Mulher , da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres do Ministério de Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos. “Violência doméstica ninguém mais aguenta. Não tolere, denuncie, ligue 180. É grátis qualquer um pode ligar. 24 horas no ar (…) Chega de maltrato e preconceito. Toda mulher tem direito. A viver sem violência”, registra o cantor na música.

Ligue 180 é tema de marchinha por um carnaval sem violência contra as mulheres

Em novembro de 2015, Ligue 180 completou 10 anos de operação com mais de 4 milhões de atendimentos

Clique aqui para ouvir a música (letra disponível abaixo)

Para a representante da ONU Mulheres Brasil, Nadine Gasman, assim como a violência de gênero entrou nas matrizes culturais, é pela mudança de cultura e atitude que a violência sexista, o machismo e as desigualdades de gênero poderão ser enfrentadas.

“A violência contra as mulheres se naturalizou, inclusive, por meio de obras artísticas e culturais. É importante que a desconstrução da violência seja feita em músicas, novelas e outras formas de expressão. Isso faz com as pessoas reflitam e comecem a perceber o quanto é fundamental eliminar a violência por meio de diferentes formas de expressão e linguagem, além de incentivar realidades inclusivas e respeitosas. O carnaval é alegria e nada melhor do que uma marchinha, com conteúdo crítico e de conscientização, para embalar o presente e o futuro sem violência contra as mulheres. Estes são passos decisivos em favor da igualdade de gênero”, considera Nadine Gasman.

Rede Artistas UNA-SE – A Rede de Artistas da Campanha UNA-SE pelo fim à violência contra as mulheres foi criada em em 2011, com 29 artistas de diversos países da América Latina e do Caribe e hoje já conta com 71 integrantes. Os artistas têm como meta expressar seu compromisso e seu desejo de contribuir com os esforços das Nações Unidas, disseminando os objetivos, o trabalho e as atividades da Campanha.

A campanha do secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, “UNA-SE pelo fim da violência contra as mulheres”, foi lançada em fevereiro de 2008, e seu objetivo é aumentar a consciência das pessoas e incrementar a vontade política e os recursos destinados a prevenir e responder à violência contra as mulheres.A campanha faz um chamado à ação de governos, sociedade civil, organizações de mulheres, jovens, setor privado, artistas, meios de comunicação e a homens e mulheres que queiram somar esforços para eliminar este problema.

Sobre o Ligue 180 – A Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência – Ligue 180 é um serviço de utilidade pública gratuito e confidencial (preserva o anonimato), oferecido pela Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, do Ministério das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, desde 2005.

O Ligue 180 funciona 24 horas, todos os dias da semana, inclusive finais de semana e feriados, e pode ser acionada de qualquer lugar do Brasil e de mais 16 países (Argentina, Bélgica, Espanha, EUA (São Francisco), França, Guiana Francesa, Holanda, Inglaterra, Itália, Luxemburgo, Noruega, Paraguai, Portugal, Suíça, Uruguai e Venezuela). Desde março de 2014, o Ligue 180 atua como disque-denúncia, com capacidade de envio de denúncias para a segurança pública com cópia para o Ministério Público de cada estado. O Ligue 180 é a porta principal de acesso aos serviços que integram a Rede nacional de enfrentamento à violência contra a mulher, sob amparo da Lei Maria da Penha.
Letra na íntegra – Tião Simpatia

Refrão:
Violência doméstica ninguém mais aguenta
Não tolere, denuncie, ligue 180. (Bis)

É grátis qualquer um pode ligar
24 horas no ar
Registrando ocorrência.
Chega de maltrato e preconceito
Toda mulher tem direito
A viver sem violência.

É a Central da Mulher
Do Governo Federal
Peça ajuda, denuncie
Dê um basta nesse mal.

A Central da Mulher
Do Governo Federal
Ligue 180
O sigilo é total.

Refrão:
Violência doméstica…

Meu amigo, não machuque
A beleza feminina
Uma flor dilacerada
Entristece e não germina.
A mulher quando agredida
Tem da flor a mesma sina
Maltratada murcha e seca
E bem regada nos fascina.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s