Seminário debate realidade apontada pelo Mapa da Violência 2014

É perigoso, muito perigoso, ser jovem, do sexo masculino e negro, no Brasil. Ao todo, 30.072 adolescentes e jovens, com idades entre 15 e 29 anos, foram vítimas de homicídio. E o número representa 53,4% do total de mortes desse tipo no país – 91,6% também eram homens. Os dados são do Mapa da Violência 2014 que mostra um crescimento de 13,4% nos registros de homicídios em comparação a números de 2002. Com a proposta de debater o extermínio de jovens brasileiros, posicionando-se contra essa triste realidade, será realizado no próximo sábado (13), o Seminário Pela Vida da Juventude: Discutindo o Mapa da Violência 2014. O encontro acontece no Cuca Mondubim e terá a presença do coordenador da área de estudos sobre a violência da Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso Brasil) e organizador do próprio Mapa da Violência, Julio Jacobo Waiselfisz.

DIVULGAÇÃO-Pela-Vida-da-Juventude

Continuar lendo

Programa Abrindo Espaços: educação e cultura para a paz

Em 2000, no marco do Ano Internacional para uma Cultura de Paz, a Representação da UNESCO no Brasil lançou o Programa Abrindo Espaços: educação e cultura para a paz, uma iniciativa que abre escolas públicas nos fins de semana para oferecer aos jovens e sua comunidade atividades de esporte, arte, cultura, lazer e formação inicial para o trabalho.

Continuar lendo

Seminário 23 anos do Sistema de Garantia de Direitos do ECA

Dia 31 de outubro, às 19h, em São Bernardo do Campo (SP), acontece o Seminário 23 anos do Sistema de Garantia de Direitos do Estatuto da Criança e do Adolescente, na Ordem dos Advogados do município. A coordenação é da Comissão de Infância e Juventude da OAB – SBC.

Os expositores serão:

Clilton Guimarães dos Santos (Procurador de Justiça do Ministério Público do Estado de São Paulo; Mestre em Direito pela USP; Professor da Escola Paulista de Direito – EPD e da Escola Superior do Ministério de São Paulo – ESPM)Antônia Márcia Araújo Guerra U. Valdivia (Assistente Social e Educadora; Mestre e Doutoranda em Serviço Social pela PUC SP; Educadora Social do Núcleo de Trabalhos Comunitários – NTC da PUC SP; Consultora do CONDECA – Conselho Estadual dos Direitos da Criança e Adolescente; Integrante da Coordenação Estadual do Movimento Nacional de Direitos Humanos de São Paulo)