Futura e Plano Juventude Viva: parceria para diminuir homicídios

Por Nina Ulup

A articulação do Canal Futura com o Plano Juventude Viva (PJV) está em plena expansão em Alagoas. Dênis Angola, articulador do PJV, participa da formação de educadores em Maceió e em outros municípios do interior, promovendo palestras e debates. “Queremos disseminar o máximo possível a discussão sobre o tema Extermínio da Juventude e, especialmente, da Juventude Negra”, diz ele. “Existem dois problemas, a naturalização da realidade em que vivem e a discussão sobre identidades: até onde os jovens se consideram negros?”

Plano Juventude Viva e Canal Futura

Continuar lendo

SP abre inscrições para articuladores do Plano Juventude Viva

As inscrições podem ser feitas até 25 de julho; edital oferece 21 vagas em 10 distritos da Cidade

Foi publicado dia 17, no ‘Diário Oficial da Cidade’, edital que abre inscrições para o credenciamento de 21 articuladores do Plano Juventude Viva no Município. Neste primeiro momento, as inscrições são voltadas a moradores das regiões de Campo Limpo, Capão Redondo, Jardim São Luis, Jardim Ângela, Brasilândia, Pirituba, Itaim Paulista, Itaquera, Jardim Helena e São Mateus, onde o Plano está sendo implementado inicialmente.

10426158_691699967532947_155523937636783993_n

Continuar lendo

São Paulo lança programa contra morte de jovens negros nas periferias

A prefeitura de São Paulo vai lançar no próximo dia 25 o programa Juventude Viva, iniciativa do governo federal para reduzir a mortalidade de jovens negros nas periferias das grandes cidades. O anúncio foi feito hoje (15) pelo secretário municipal de Direitos Humanos e Cidadania, Rogério Sottili, durante colóquio internacional na zona oeste da capital. Principal bandeira da administração petista na área, o programa será apresentado em cerimônia no CEU Campo Limpo, na zona sul. “As estatísticas mostram que houve uma queda nos índices de homicídio no país, mas as taxas de mortalidade não se reduziram entre jovens negros”, argumentou Sottili. “A ideia do Juventude Viva é levar políticas públicas para os territórios mais vulneráveis da cidade. Não apenas segurança, mas cultura, esporte e educação. São mais de 30 ações integradas do governo federal e estadual, como CEU das Artes, Pontos de Cultura e Programa 2ª Tempo, para reduzir os índices de homicídio em dez regiões da cidade.”

Image

Continuar lendo