Qual é a contribuição da mídia para o debate da redução da maioridade penal?

Por Natasha Cruz, do Intervozes, texto publicado na Carta Capital

O debate em torno da redução da maioridade penal voltou à agenda pública nos últimos dias, quando a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados desengavetou a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 171/93, que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos. Na pauta da CCJ desde o dia 17 de março, a PEC 171/93 ainda não foi votada. De lá para cá, o debate ganhou destaque na cobertura midiática. De blogueiros à grandes redes nacionais de televisão abordam o tema. Nada mais natural. Mas, qual a real contribuição da mídia para o debate da redução da maioridade penal?

Contribuição da mídia debate maioridade penal - Intervozes

Continuar lendo

Acre está entre os 6 estados com menor índice de assassinatos de jovens

A  5ª edição do Índice de Homicídios na Adolescência (IHA), divulgado nesta quarta-feira (28), aponta o Acre como um dos seis estados com menor índice de assassinatos de adolescentes, com 1,22 assassinatos a cada mil adolescentes. Os outros cinco estados são Mato Grosso do Sul (1,91), Roraima (1,80), Tocatins (1,43), São Paulo (1,29) e Santa Catarina (SC), todos com índices inferiores a 2 adolescente perdidos.

35b0b7c5a5b1c67f8be3fd7dffa86b24O IHA estima o risco de adolescentes de 12 a 19 anos serem mortos antes de completarem seu 19º aniversário nos municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes. Entre as capitais, o ranking é liderado por Fortaleza, com 9,92, seguida por Maceió (9,37), Salvador (8,32) e João Pessoa (6,49), que apresentam valores superiores a 8 adolescentes perdidos para cada mil.

Continuar lendo

Pará: Encontro Popular da Juventude do Campo e da Cidade

Entre os dias 28 a 31 de janeiro de 2015 vai acontecer o Encontro Popular da Juventude do Campo e da Cidade, na Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA). Constituído por vários movimentos de jovens, a proposta é ser um grande acampamento de jovens do campo e da cidade com carácter de formação por meio de debates, oficinais e noites culturais.

Encontro Popular da Juventude do Campo e da Cidade - Celly Feliz

Arte do evento: Celly Feliz

Continuar lendo

Encontro Nacional pelo Direito à Comunicação acontece em abril

Vocês conseguem imaginar nosso dia a dia sem televisão, rádio, jornal, revista, internet? Nós também não! Os meios de comunicação têm muita influência sobre nossas escolhas cotidianamente, inclusive a “necessidade” de consumo. E este vilão é um grande estímulo à sociedade do “ter” fazendo com que principalmente crianças, adolescentes e jovens cresçam desejando comprar e serem reconhecidos por seus “bens”. Esta é uma das razões pelas quais muitas pessoas no Brasil e no mundo lutam pelo direito à comunicação. Entre as bandeiras defendidas por elas está a que os meios de comunicação sejam educativos e não estimulem o consumo desde a infância. Um dos eventos que discutirá este direito será o 2º Encontro Nacional pelo Direito à Comunicação. Marcado para acontecer de 10 a 12 de abril, em Belo Horizonte (MG), reunirá militantes de movimentos sociais, sindicais, estudantes, ativistas e cidadãos/cidadãs interessados/as no tema. O primeiro ENDC foi realizado em 2012, no Recife (PE). Reserve essa data e participe! Discutir o direito à comunicação é ampliar a democracia brasileira!

Fabricando consumidores

Por Thais Paiva

Elas participam de 80% das decisões de compra da família, segundo a Interscience, e passam, em média, 5 horas e 22 minutos diários em frente à televisão – o tempo, estimado pelo IBGE, é superior ao despendido em período escolar no Brasil ou no convívio com os pais.  São elas que apresentam aos familiares novos produtos e os informam sobre o que está ou não na moda. Em outras palavras, as crianças são um importante e rentável alvo para os anúncios publicitários e outros tipos de comunicação mercadológica.
Publicidade infantil - LATINSTOCK
Foto: LATINSTOCK

Continuar lendo

SP: Concurso Cultural Juventude Viva

Até dia 21 de novembro serão selecionados três trabalhos de cada um destes segmentos culturais: audiovisual, fotografia, música, texto e poesia. Todos eles devem retratar a cultura de promoção de direitos aos jovens da cidade de São Paulo. Confira o edital completo aqui: http://goo.gl/OCYqBy

Concurso Cultural Juventude Viva - São Paulo

Renade inicia elaboração de relatório sobre as unidades socioeducativas no Brasil

A elaboração do Relatório Nacional sobre as Unidades Socioeducativas de Privação de Liberdade, realizado pela Renade – Rede Nacional de Defesa do Adolescente em Conflito com a Lei, em parceria com o Conanda – Conselho Nacional dos Direitos da Criança e Adolescente, inicia nesta quarta-feira, 8, em Fortaleza, Ceará.

Em missão na Capital cearense, a comitiva da Renade participa no dia 8 de outubro de duas reuniões, uma com atores locais do FDCA – Fórum Permanente das Ong’s de Defesa dos Direitos das Crianças e Adolescentes e outra com o Subdefensor Público Geral do Ceará, Dr. Túlio Iumatti.

Na quinta-feira, 9, a Renade realiza visita  durante todo o dia em Unidade Socioeducativa de Fortaleza. “Esta missão tem como objetivo produzir um relatório nacional sobre a situação  dos adolescentes inseridos no sistema socioeducativo e será apresentado para instâncias nacionais do sistema de justiça: CNMP – Conselho Nacional do Ministério Público, CNJ – Conselho Nacional de Justiça, CONDEGE – Colégio Nacional dos Defensores Públicos Gerais, Comitê Nacional de Prevenção e Combate à Tortura e Conanda e ainda para o movimento regional e internacional de direitos humanos de crianças e adolescentes”, enfatiza a coordenadora colegiada da Anced/DCI Brasil – Associação Nacional dos Centros de Defesa dos Direitos da Criança e Adolescente, Mônica Brito.

No total, serão visitados 13 estados no período de oito meses. Até dezembro, serão realizadas vistorias em mais seis unidades dos seguintes estados: Maranhão, Tocantins, Alagoas, Espírito Santo e Pernambuco. A próxima visita acontece nos dias 23 e 24 de outubro, em São Luís, Maranhão.

O relatório é uma das atividades do Projeto “Assegurar o respeito aos direitos humanos na justiça juvenil”, quem tem como objetivo contribuir para a efetivação da justiça juvenil no tocante à legislação nacional e aos tratados internacionais vigentes para garantir o exercício pleno dos direitos dos/as adolescentes inseridos no sistema socioeducativo.

“Vamos elaborar uma matriz nacional com parâmetros orientadores das vistorias nas Unidades de Internação, para tanto produziremos e deixaremos à sociedade como legado ao final do projeto um manual orientador sobre os princípios e metodologia indicada a este tipo de monitoramento, bem como um questionário direcionador das questões a serem levantadas junto à Direção e profissionais da Unidade, aos adolescentes internados e seus familiares”, informa a consultora da Renade responsável pelo Relatório, Tatiane Cardoso.

Seminário

Realizado pelo FDCA, a Renade participa na sexta-feira, 10, do Seminário de lançamento do Monitoramento do Sistema Socioeducativo: liberdade assistida, privação de liberdade e Sistema de Justiça, que acontece a partir das 9 horas no auditório da Justiça Federal do Ceará.

Fonte: Renade

Seminário Juventude discute formação para participação cidadã

O Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA), por meio do Programa Universidade Popular em Direitos Humanos, com o Grupo de Pesquisa de Análises de Políticas Públicas e Sociais na Amazônia (GAPSA), da Faculdade de Serviço Social, realizam o Seminário Juventude, com o tema Educação em Direitos Humanos: um processo de formação para a participação cidadã.

Data: 9 e 10/10/2014
Hora: 8h às 18h
Local: Auditório do Instituto de Ciências da Educação (ICED), Campus Profissional, UFPA – Guamá.

A programação completa aqui

Projeto Terça Afro discute a identidade do negro no Brasil

Encontros gratuitos acontecem todas as terças-feiras de outubro na biblioteca do CCJ, na zona norte

Um espaço para discutir práticas, saberes ancestrais e as representações da mídia sobre o negro no Brasil. É o que vai rolar no projeto “Terça Afro”, durante todo o mês de outubro. O primeiro encontro acontece no dia 7, às 19h, na biblioteca do CCJ (Centro Cultural da Juventude). A entrada é Catraca Livre.

Teatro Terça Afro Dani Vr

Continuar lendo

Todo mundo precisa de alguém

Para Lia Diskin, consumir em excesso é uma tentativa de suprir a carência de laços afetivos, cada vez mais escassos
“De onde surge essa fantasia de que eu não preciso de alguém? Claro que eu preciso”, afirma Diskin. “Como está seu irmãozinho? Costumava me perguntar o padeiro do bairro quando ia comprar pão em Buenos Aires”. A cofundadora da Associação Palas Athena Lia Diskin contou essa situação de sua infância para ilustrar o enfraquecimento dos vínculos afetivos na sociedade atual. A lembrança de Diskin integrou sua resposta ao questionamento ‘Quem é o ser antes do ter?’ durante uma roda de conversa sobre consumo consciente na Virada Sustentável.
foto_materia_marina_1000x713
Foto: Kiko Ferrite

Continuar lendo