Natal entre muros

Um dia antes ele havia dito que era muito difícil ficar triste, mas, quando viu que entre todas as visitas do último sábado não havia nenhum familiar, abaixou a cabeça e ficou mudo. Este é o terceiro Natal que Mateus*, preso por tráfico de drogas, passa atrás dos muros de uma unidade para reincidentes da Fundação Casa, o centro para menores infratores de São Paulo. Vai ser o terceiro que passa sozinho, mas isso não é  uma novidade. Ele cresceu em uma “turbulência de vida”. Para arrancar dele uma lembrança de Natal bonita, temos de retroceder seis anos.

Fundação Casa - Eliel Nascimento

Continuar lendo