Índice de homicídios na adolescência é o mais alto em oito anos

Por: Camille Rodrigues e Piê Garcia do observatoriodasfavelas.org.br

 

Na última quarta-feira, dia 28 de janeiro, o Observatório de Favelas em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos (SDH/PR), o UNICEF e o LAV/UERJ  lançou a publicação do  Índice de Homicídios na Adolescência.  Segundo a publicação, caso a situação não mude, 42 mil adolescentes, de 12 a 18 anos, poderão ser vítimas de homicídio nos municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes entre 2013 e 2019. O IHA 2012 é o mais alto dos últimos 8 anos, com um aumento de 17% em relação a 2011.

Índice de Homicídios na Adolescência (IHA) por  grande s Regiões – 2012 – (Municípios de mais de 100 mil habitantes)

Continue reading

Direito à Comunicação e Justiça Racial

Pesquisa Direito à Comunicação e Justiça Racial, realizada pelo Observatório de Favelas com o apoio da Fundação Ford, entre 2013 e 2014, no Rio de Janeiro, mostrou um cenário que pode contribuir com a difusão do conhecimento sobre democratização da comunicação, tomando a comunicação como direito fundamental para a superação do racismo. Entre os objetivos estiveram: investigar como funcionam as iniciativas de comunicação popular e qual é o lugar da agenda antirracista para elas; e, de outro lado, como organizações comprometidas com a promoção da igualdade racial têm utilizado estratégias e ferramentas de comunicação em suas práticas ativistas.

 

Publicação_Justiça-Racial_VersaoDigital-1 Continue reading

Rio 450 anos: a juventude negra quer continuar viva

Por Mônica Francisco, Jornal do Brasil 

O Rio de Janeiro continua deslumbrante! Não poderia iniciar meu artigo sem exclamar minha fascinação por esta linda cidade, ainda mais porque minha filha caçula faz aniversário no mesmo dia, então, comemoração dobrada. Muitas programações na cidade, festas, o tradicional bolo e muito sol. Sem dúvida, o verão foi criado por causa do Rio. Ela fica deslumbrante ao sol, é fato. Vamos todos celebrar essa data, uma grande celebração. Só que alguns cariocas não vão poder nos acompanhar nesta linda celebração. Alan Souza de Lima, de 15 anos, deixou no celular o vídeo com sua justificativa de ausência. Haíssa Vargas Motta, de 22 anos, também não vai nos acompanhar. Cláudia Silva Ferreira, de 38 anos, tampouco. É uma situação catastrófica, asfixiante. Essa é a tradução da vida dos jovens que vivem nestas áreas.

Juventude Negra do Brasil - Rafael Braga Vieira

Continue reading

Conferência Nacional de Juventude quer ampliar espaços de participação social

Vem aí a 3ª Conferência Nacional de Juventude. Novo local: Salão Oeste

“As várias formas de mudar o Brasil” é o tema da 3ª Conferência Nacional de Juventude, que será lançada nesta quinta-feira (26/2), às 15h, pelo ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto, pelo secretário nacional de Juventude, Gabriel Medina e pelo Conselho Nacional de Juventude (Conjuve). O evento será realizado no Salão Oeste do Palácio do Planalto, em Brasília.

Continue reading

Olhe bem para Natanael, 17. Agora explique para dona Marina ele ser assaltante de banco

NatanaelXMarina

Ele estava com bermuda azul, de brim, e uma etiqueta escrito Mido. Estava de costas e parecia meio jogado entre a dezena de corpos que se espalhavam pela foto. Foi essa é visão que fez Marina Lima ter certeza que o neto Natanael era um dos doze executados da Vila Moisés, periferia de Salvador, no Cabula, madrugada de 6 de fevereiro, uma sexta-feira antes do carnaval. Ela mesma tinha costurado a etiqueta na bermuda, aliás, como fazia com as cuecas para dar a impressão de serem de grife.

Continue reading

Movimento Negro cobra do Ministério Público de SP a efetivação do controle externo da ação policial

Por Douglas Belchior, com colaboração de Danilo Cesar – /Ponte

00

Representantes do movimento negro de São Paulo se reunirão nesta quinta-feira, dia 19/02, com promotores do Ministério Público para tratar de assuntos relativos à crescente violência promovida pelas polícias no estado. O encontro é resultado da mobilização “Fergunson é aqui”, no dia 18 de Dezembro de 2013. Naquela oportunidade, mais de 2 mil pessoas marcharam pelas ruas da capital paulista até a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo em solidariedade à luta dos negros norte americanos e, principalmente, em repúdio à violência policial que vitima jovens negros cotidianamente em São Paulo.

Continue reading

Presidente do STF ataca “política do encarceramento” no Brasil

Por Marcos de Vasconcellos

Enquanto as prisões de empresários na operação “lava jato” ganham repercussão na sociedade, a “política do encarceramento” foi duramente criticada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Ricardo Lewandowski (foto). Em evento no Tribunal de Justiça de São Paulo, nesta sexta-feira (6/2), o ministro foi um dos que atacou o excesso de prisões no país e a ideia de que quanto mais gente presa, mais segurança a sociedade terá. Desembargadores repetiram que o Brasil prende muito e prende mal. E coube a Lewandowski apontar os números que comprovam isso: o país tem 600 mil presos, sendo 40% deles provisórios. Isso equivale a 240 mil presos que não tiveram seus casos julgados, mas estão atrás das grades.

Na busca por diminuir o coeficiente, São Paulo lançou, na sexta-feira, o projeto da audiência de custódia. A ideia é que a cada prisão em flagrante — maioria das provisórias — abra-se o período de 24 horas para que o preso seja apresentado a um juiz, que decidirá se ele deverá ficar preso enquanto seu caso é apurado, ou não. O juiz poderá optar por outros meios de restrição de liberdade, como a prisão domiciliar ou o controle por tornozeleira eletrônica. Continue reading